Terapias Holísticas: Fitoterapia

Por Equipe Keyo

Fitoterapia (do grego therapeia = tratamento e phyton = vegetal) é o estudo das plantas medicinais e suas aplicações na cura das doenças.

A fitoterapia é uma prática terapêutica que se utiliza das propriedades medicinais das plantas para obter a cura de várias doenças.

Benefícios da Fitoterapia

  • Forma de tratamento mais barata;
  • Menos efeitos colaterais;
  • Tratamento individualizado;
  • Não causa dependência;
  • Matéria-prima pode ser obtida facilmente;
  • É oferecida como prática integrativa e complementar pelo SUS.

Quem pode utilizar a Fitoterapia?

Cabe ressaltar que o consumo indevido de algumas plantas pode trazer diversos efeitos colaterais e interações. Portanto, é de suma importância a avaliação com o fitoterapeuta que fará as indicações de forma segura e eficiente.

Diferenças

O termo “Medicina Herbal” aplica-se geralmente à arte de usar as plantas para tratar doenças. Esta tradição data do início do século XVII com médicos como Culpepper. Embora eficaz a medicina herbal era usada nessa época maioritariamente de forma empírica.

Planta medicinal ou suas partes, que contenham as substâncias, ou classes de substâncias, responsáveis pela ação terapêutica, após processos de coleta, estabilização e/ou secagem, podendo ser íntegra, rasurada (cortada), triturada ou pulverizada.

Onde começou?

Ela surgiu independentemente na maioria dos povos. Na China, surgiu por volta de 3000 a.C. quando o imperador Cho-Chin-Kei descreveu as propriedades do Ginseng e da Cânfora.

No Brasil, a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos só foi aprovada em 2006, através do Decreto nº 5.813, de 22 de junho. E, somente em 2016 a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) lançou a 1ª edição da farmacopeia brasileira, nomeada de Memento Fitoterápico